Existem vários tipos de dermatites. Um dos tipos mais comuns é a dermatite atópica ou eczema atópico, que é caracterizada por erupções que coçam e apresentam crostas. Aparecem geralmente nas dobras dos braços e na parte detrás dos joelhos.

A causa do problema é desconhecida, mas acredita-se que a combinação entre pele seca e mau funcionamento do sistema imunológico seja a causa mais provável. O tratamento é realizado à base de medicamentos, como anti-histamínicos, ou medicamentos tópicos, como pomada de cortisona.

Já a Dermatite Seborreica é uma doença crônica que causa uma inflamação na pele com sintomas como escamação e vermelhidão em áreas da face, como sobrancelhas e cantos do nariz, como couro cabeludo e colo. A causa pode ser genética ou pode ser desencadeada por fatores externos, como fadiga, estresse emocional, tempo frio, excesso de oleosidade e alergias.

O problema também pode ser desencadeado pela presença do fungo Pityrosporum ovale. O tratamento envolve medidas como lavagens mais frequentes, evitar uso de chapéus e bonés, interrupção do uso de sprays, pomadas e géis para o cabelo, shampoos que contenham ácido salicílico, alcatrão, selênio, enxofre, zinco e anti fúngicos; cremes e pomadas com anti fúngicos e em alguns casos corticosteroide.

O terceiro principal tipo é a Dermatite de contato, que é uma reação inflamatória causada pela exposição a um componente que causa irritação ou alergia. Os principais sintomas são erupção cutânea, coceira, vermelhidão e descamação. A doença não oferece risco de vida, e pode ser crônica ou aguda. As causas mais comuns são sabonetes, detergentes, cosméticos, perfumes, bijuterias ou mesmo plantas. O tratamento consiste em identificar o que causa a reação e evitar o agente agressor.